Depois da repercussão negativa com os fãs nas redes sociais, sobre os números controversos publicados nas páginas de X-Men Gold # 1 ilustradas por Ardian Syaf.  Marvel se manifestou sobre o caso.

A obra em questão envolve números que fazem referência a um versículo do Alcorão citado em apoio da intolerância a outras religiões, bem como certos protestos políticos que ocorrem na Indonésia.

Veja aqui: LEITORES ACUSAM DESENHISTA DA MARVEL DE FAZER PROPAGANDA FUNDAMENTALISTA

A declaração da Marvel, fornecido para o ComicBook.com, é a seguinte:

“A arte mencionada em X-Men Gold # 1 foi inserida sem conhecimento por trás de seus significados relatados. Essas referências implícitas não refletem as opiniões do escritor, editores ou qualquer outra pessoa na Marvel e estão em oposição direta da inclusão da Marvel Comics e o que os X-Men têm representado desde a sua criação. Estes trabalhos de arte serão removidos das impressões subsequentes, das versões digitais, e dos Encadernados, e uma ação disciplinar está sendo  estudada.”

Os artistas Kurt Busiek  e Rob Liefeld também se manifestaram publicamente sobre o assunto:

“Como desenhar a si mesmo  fora de um emprego, 2017”

“Vamos ser claros aqui, Marvel foi claramente enganada e não é responsável pelas mensagens subversivas que o artista colocou nesta história em quadrinhos. Eu realmente sinto pelos editores, bem como o resto da equipe criativa que foram enganados e explorados aqui. X-Men é um legado orgulhoso do meu prazer com quadrinhos  tanto como um fã, bem como em minha carreira e sempre foi sobre a inclusão de todos.”

Ardian Syaf postou uma conversa que teve com um fã onde explica suas motivações:

O post foi apagado da página do artista.

Fã: Tipicamente responde em minutos (Se referindo a Syaf). Vamos ver se é o caso hoje. Eu estou terrivelmente desapontado com o que vc fez em X-Men Gold e eu nunca mais comprarei seu trabalho novamente.
Ardian Syaf: Oi, Jason, é sua decisão. Mas não deveria acreditar na mídia… Minha sugestão.
Fã: Então como explicaria isso a um fã? Acredite em mim, eu não sou um grande amigo da mídia. Eu não acredito em tudo que eu leio ou ouço. Eu não tenho feito isso (Acreditar na mídia) por 25 anos. Vamos dizer que eu desprezo a mídia.
 Syaf: Eu disse toda a verdade a Marvel a respeito daquele número. Vamos ver como a Marvel irá agir.
Fã: Vou esperar o que eles dirão e farão então. Eu amo seu trabalho, mas não gostaria de ver ódio de nenhum tipo e pra ninguém em trabalho algum. O que significam aqueles números?
 Syaf: Eu não odeio Judeus ou Cristãos, Eu trabalho pra eles a 10 anos… Muitos bons amigos também.
Fã: É bom ouvir vc dizer isso.Eu não odeio ninguém. Eu não odeio pessoas que me odeiam. Eu não odeio meus inimigos. Eu amo a todos.
Syaf: O numero é sobre um ato de paz em 2-12-2016, um governador blasfemou sobre nosso livro sagrado, Pq a polícia nunca o prenderá por Blasfêmia. São 7 milhões de pessoas que participaram desse ato de paz.
QS 5:51 é o verso do qual ele zombou. É uma memória especial pra mim.
Fã: Eu apreciei sua explicação e conversa. Não é todo dia que vc consegue conversar com alguém cujo trabalho vc admira.
Syaf: Eu queria colocar isso em meu trabalho.
Fã: Eu entendi. Alguém zombou de sua religião e livro sagrado. Eu não concordo com isso.
Syaf: E ninguém ouviria a verdade como vc. A maioria me xingou.
Fã: Eu tenho a mente aberta. Eu nunca faria isso. E eu odeio o que vc está passando (que esteja passando por isso). De verdade.

Até o momento não temos informação sobre qual medida disciplinar a Marvel tomou. é possível que o artista não permaneça na revista, nas próximas edições. Como visto em previews liberados pela Marvel a edição 2 da revista já está pronta.

Fonte: Comicbook.com, Facebook, Twitter.

 

 

 

%d blogueiros gostam disto: