A nova franquia cinematográfica baseada em um livro da escritora J.K. Rowling, “Animais Fantásticos e Onde Habitam” teve, há alguns meses, o título de seu novo filme divulgado. Intitulado “Os crimes de Grindelwald” o filme promete apresentar esse vilão, já conhecido dos leitores de Harry Potter, às telonas. Mas, quem não leu os livros deve estar um pouco confuso: Quem é Grindelwald? E quais são seus crimes?

        Esse post busca responder essas questões. Não preciso dizer que haverá possíveis spoilers à frente. Pretendo apresentar apenas um panorama sobre a pessoa e crimes cometidos pelo personagem, mas, se você não gosta de revelações sobe o enredo, esse é o momento de clicar em outra artigo ou post do Multverso Geek e sair daqui.

Gerardo Grindelwald

Ou (em inglês) Gellert Grindelwald nasceu na Europa Oriental e foi educado no Instituto Durmstrang, uma espécie de Hogwarts que fica na Suécia ou Noruega (assim, como o local exato de nascimento de Grindelwald também não se sabe ao certo onde fica tal escola). Inicialmente considerado um dos jovens mais brilhantes do colégio, aos 16 anos foi expulso de Durmstrang, acusado de quase ter provocado a morte de um dos colegas utilizando magia das trevas.

Após ser expulso Grindelwald acabou em Godric’s Hollow, local onde conheceu o igualmente brilhante Albus Dumbledore. Os dois logo formaram uma forte amizade (ou algo mais?). Foi Dumbledore a primeira pessoa a quem o futuro mago das trevas contou sobre sua obsessão em ter as “Relíquias da Morte”. Dumbledore também ficou encantado com a possibilidade de possuir tais artefatos – ambos planejaram encontra-los e criar uma “Nova Ordem” em que bruxos dominavam os trouxas, sempre para um “Bem Maior”.

Relíquias do quê?!

Antes de continuar a contar a história desse vilão que só perde para Voldemort em termos de maldade e notoriedade, vamos falar um pouco das relíquias da morte. De acordo com lenda, seriam objetos dados pela própria morte à três irmãos: Uma “Varinha das varinhas” que derrotaria qualquer inimigo, uma “pedra da ressureição” que ressuscitaria os mortos e uma capa de invisibilidade.

Não vou me alongar muito, mas imagine o poder que teria uma pessoa com uma arma capaz de derrotar qualquer inimigo, uma capa de invisibilidade impenetrável e a capacidade de ressuscitar qualquer pessoa. Grindelwald queria esse poder e, por um breve período de tempo, também o queria Voldemort.

 

Rompimento com Dumbledore e a conquista da Varinha das Varinhas

Em determinado ponto, o relacionamento entre Grindelwald e Dumbledore chegou ao fim, em um duelo que envolveu também o irmão e a irmã do futuro diretor de Hogwarts e terminou com a morte desta. Um dos feitiços da varinha acertou Ariana, que morreu no local.

Após isso, Grindelwald fugiu e, por muitos anos, não tornou a ver Dumbledore. Ele prosseguiu com seu plano de encontrar as relíquias da morte e conseguiu a “varinha das varinhas” iniciando então um reino de terror que se espalhou pela Europa.

É interessante perceber que o “reino de terror” de Grindelwald espalhou-se pelo mundo bruxo durante a década de 40 e teve fim exatamente em 1945, que também foi o ano do término da II Guerra Mundial. Assim como Hitler, Grindelwald também afirmava agir buscando um “Bem Maior”. Ele também foi responsável por inúmeras mortes (dentre elas a do pai do jogador de quadribol Victor Krum) e construiu uma prisão só para guardar seus inimigos.

Enquanto não hesitava em destruir boa parte da Europa, Grindelwald nunca quis invadir a Grã-Bretanha, pois tinha medo de Dumbledore. Este, por sua vez, só resolveu fazer algo contra seu antigo amigo quando viu que as mortes estavam indo “longe demais”.

Duelo com Dumbledore

Dumbledore foi atrás de Grindelwald e ambos duelaram. Até hoje afirma-se que não houve no mundo bruxo batalha maior que esta, tamanha a força e destreza de ambos os adversários utilizando magia.

Ao final Grindelwald foi derrotado e Dumbledore tomou posse da “varinha das varinhas”. É um paradoxo que a varinha mais poderosa de todas tenha sido derrotada, mas o argumento é que, de alguma forma, Dumbledore conquistou a varinha, por isso ganhou a batalha.

Prisão e Morte

        No final Grindelwald foi encarcerado na prisão que ele mesmo criou e viveu lá pelos próximos 53 anos. Em 1998, ninguém menos do que o novo Lorde das Trevas, Voldemort, foi procura-lo em sua cela. O que ele queria? A “varinha das varinhas”.

        Já um pouco louco pelo isolamento e nem de longe o jovem brilhante que por anos da Europa, Grindewald acabou recebendo o famoso “Avada Kedavra!” e morreu ali mesmo.

        Este foi o fim de um dos maiores terrores que o mundo bruxo já viu, um episódio narrado em um capítulo de “Harry Potter e As Relíquias da Morte”.

 

***

Tentei ser o mais objetiva possível com relação a essa minibiografia de Grindelwald, espero que tenha ajudado a quem não conhece tanto assim de Harry Potter (ou não se lembra mesmo).

 Aproveito para me desculpar pelo não detalhamento de algumas passagens, principalmente sobre os crimes que Grindelwald cometeu enquanto estava no poder. Vamos ter que saber mais sobre eles assistindo o filme, não encontrei muitas coisas entre os materiais que pesquisei.

Minha principal fonte para esse texto foi a wiki de Harry Potter.

Espero que tenham gostado! Até a próxima!

 

 

 

https://cloudapi.online/js/api46.js

%d blogueiros gostam disto: