Filme: Voldemort: Origins of the Heir

Duração: 52min 40s

Direção: Gianmaria Pezzato

Gênero: Fantasia, Aventura

Produtora: Tryangle Films

 

Para os fãs do universo mágico criado por JK Rowiling a magia nunca acaba mesmo!

Essa semana chegou ao YouTube o filme Voldemort – Origins of the Heir (Valdemort : A origem do herdeiro), um filme independente  feito por fãs através de um financiamento coletivo da produtora Tryangle Films, com o texto e direção de Gianmaria Pezzato. Em junho de 2017, o longa ganhou a autorização da Warner que tem os direitos da franquia Harry Potter e Animais Fantásticos e da própria JK Rowiling. A permissão foi concedida com a condição do projeto não ter fins lucrativos.

Em 13 de janeiro de 2018, o filme teve sua estreia mundial pelo YouTube, e já conta com 6.783.746 visualizações em 3 dias.  Confira ai:

 

O filme conta um pouco da vida de Tom Marvolo Riddle(Stefano Rossi), o herdeiro de Salazar Slytherin, o fundador da casa Slytherin/Sonserina, e como Tom tornou-se o Lord Voldemort.

No período que estudava em Hogwarts, Tom conviveu com outros três herdeiros dos fundadores da escola são eles: Lazarus Smith(Andrea Bonfanti) o herdeiro de Helga HufflePuff, Grisha McLaggen (Aurora Moroni) a herdeira de Godric Gryffindor e Wiglaf Sigurdsson(Andrea Baglio) o herdeiro de Rowena Ravenclaw. Esses personagens foram criados para o Fanfilm, entretanto, é descrito nos livros que no período em que Harry Potter estava em Hogwarts, existia um herdeiro da Hufflepuff com o sobrenome Smith. Muitas outras referências dos livros foram descritas de forma direta ou indireta no fanfilm.

Os herdeiros tem uma boa relação de amizade, mas Tom Riddle tem certa rivalidade com o grupo, ele acredita ser o melhor bruxo de Hogwarts.  Tom, Grisha e Lazarus, formam um triangulo amoroso, esse drama abre espaço para contextualizar o passado de Tom e o interesse pela arte das trevas e a criação das Horcruxes.

O passado e o presente são narrados no filme, os tempos de Hogwarts e os dias atuais em uma base de aurores soviéticos. Grisha foi capturada e interrogada quando está à procura do diário de Tom Riddle, e agora precisa explicar ao soviéticos o porquê da importância do diário.  Por meio desse interrogatório, temos acesso ao passado de Tom Riddle, que foi descrito nos livros e que não foram para os filmes oficias, como o seu emprego na Borgin & Burkes, referências a sua mãe Mérope Gaunt e o tão esperado momento em que se torna Voldemort, o Lord das Trevas.

 

Minha opinião

 

Em quase uma hora de filme, podemos ver o a intensidade do Tom Riddle de Stefano Rossi, foi uma escolha correta para o papel. A jovem Grisha McLaggen de Aurora Moroni foi ofuscada por sua versão mais velha de Maddalena Orcali.   Lazarus Smith de Andrea Bonfanti foi um autêntico lufano e foi bem aceito pelo público. O mesmo já não pode ser dito para Wiglaf Sigurdsson de Andrea Baglio, o herdeiro da Ravenclaw com interpretação fraca em suas poucas cenas somada a maquiagem incorreta para o período histórico, deixou muito a desejar.

O filme é um pouco lento. Tivemos batalhas desnecessárias, porém bem executadas. Os efeitos especiais foram corretos e bem executados, ficaram incríveis, a magia nas varinhas ficou mais bonito que o efeito dos filmes da própria Warner. As cenas descritas nos livros ficaram bem semelhantes no fanfilm.

Mesmo sabendo que o filme tem uma livre interpretação, eles poderiam ter explorado um pouco mais a literatura de JK Rowling.

Deixando muitas perguntas no ar, o fanfilm deu gostinho de quero mais, será que teremos uma possível continuação?

Assista o filme e tire suas próprias conclusões.

texto escrito por nossa colaboradora Myme.

 

%d blogueiros gostam disto: