O escritor e artista Jorge Jiménez da DC Comics compartilhou com a base de fãs da editora e do público em geral que a edição #108 de Batman, contendo a presença da vilã Miracle Molly, rendeu mais de 200 mil cópias vendidas nas lojas americanas.

Veja:

Bem, amigos… BOOM! Batman #108 vende mais de 200K. Parece que a Milagre Molly disse um grande OLÁ A TODOS! Mais de 200 mil OBRIGADO! Vocês são os melhores! E graças aos grandes artistas envolvidos nas variantes também!

Molly, para quem mal conhece ela, possui uma temática muito semelhante ao cyberpunk e ressalta discussões filosóficas sobre a sanidade e a insanidade das pessoas como também sobre o transhumanismo e padrões sociais impostos que vemos nos dias de hoje. Ela era uma criminosa ativa em Gotham City depois da Guerra do Coringa. Seu real nome ainda é desconhecido e ela atende por este de Miracle Molly. É afiliada ao grupo The Unsanity Collective e é da Terra Prime. Foi criada por James Tynion IV e Jorge Jimenez.

A edição foi à venda em 4 de maio nas bancas americanas. A primeira aparição, corrigindo aqui alguns detalhes, foi em Batman Vol. 3 #106, desse mês.

As vendas na edição 108 foram insanas”, diz James Tynion IV, em um boletim informativo sobre. ”Nós quebramos a marca de 200 mil nesta, e há um monte de covers incríveis destacando a Miracle Molly na selva.

Esse número não inclui novos pedidos de lojas, possíveis reimpressões e números de vendas digitais.

[Batman #108] é uma edição incomum de uma história em quadrinhos do Batman, mas meu objetivo aqui é fazer você a nova personagem tanto quanto Jorge Jimenez e eu amamos quando você colocar o assunto de lado”, diz Tynion. ”Com [Miracle Molly], queriamos criar uma personagem com um código moral forte que o Batman respeitasse, mas não necessariamente concordasse… A história dela é uma das principais linhas de definição do que estamos fazendo no título principal dele este ano.

A edição seguinte, #109 vai chegar às bancas em 1 de junho.